TEXTOS, RESUMOS E DOCUMENTOS DA HISTÓRIA DO BRASIL


Partidos Políticos no Brasil Regencial

Significado, grupos políticos no Brasil Regencial, o que defendiam, ideias e propostas, resumo, bibliografia, moderados, exaltados e restauradores

José Bonifácio: um dos líderes dos restauradores
José Bonifácio: um dos líderes dos restauradores

 

Introdução

Na fase histórica brasileira conhecida como Período Regencial (1831 a 1840) existiam vários grupos políticos (partidos), que disputavam o poder, pois após a abdicação de D. Pedro I, o Brasil ficou sem imperador e foi governado por regentes. Entre eles, os principais eram restauradores (caramurus), moderados (chimangos) e exaltados (farroupilhas). Eles possuíam soluções e ideias diferentes para os problemas brasileiros, que eram muitos, naquele conturbado período político.

 

Os restauradores

 

- Também eram conhecidos popularmente como caramurus.

 

- Sua principal proposta era o retorno de D. Pedro I para o poder.

 

- Defendiam um sistema econômico baseado no liberalismo clássico.

 

- Este grupo era composto, principalmente, por militares e comerciantes portugueses.

 

Os moderados

 

- Eram conhecidos popularmente como chimangos. O apelido “chimango” tem origem no poema Antônio Chimango, do poeta Ramiro Fortes de Barcelos. Este poema, de 1915, satirizava o governo de Borges de Medeiros.

 

- Os moderados eram contrários à ampliação da participação política no Brasil. Defendiam o voto censitário (por rendas), que excluía politicamente os mais pobres.

 

- Este grupo era composto, principalmente, por membros da elite agrária brasileira (grandes fazendeiros).

 

- Os moderados eram favoráveis à continuidade do regime monárquico no Brasil.

 

- Defendiam a manutenção do sistema econômico baseado nas grandes propriedades rurais, no trabalho escravo e na produção voltada para as exportações.

 

Os exaltados

 

- Também conhecidos, popularmente, por jurujubas ou farroupilhas.

 

- Este grupo político era formado, principalmente, por funcionários públicos brasileiros, jornalistas, profissionais liberais (advogados, médicos, dentistas, etc.), padres, comerciantes brasileiros e militares de baixa patente.

 

- Os exaltados eram progressistas.

 

- Eram favoráveis à industrialização do Brasil.

 

- Defendiam a ampliação da participação política, através do voto para todas as pessoas.

 

- Queriam mais autonomia para as províncias, ou seja, o fim da interferência do governo central. Logo, os exaltados eram favoráveis a descontinuidade do Poder Moderador.

 

- Os exaltados eram favoráveis à tomada de medidas econômicas, que pudessem ajudar as camadas mais pobres da população brasileira.


 

Bibliografia Indicada

 

O período regencial (coleção História Popular)

Autor: Wernet, Augustin

Editora: Global

Ano de publicação: 2012

Temas do livro: História do Brasil, Período Regencial, Política

Impressão Google+


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2005 - 2015 História do Brasil.Net Todos os direitos reservados.