Textos, imagens, documentos e resumos da História do Brasil


Anhanguera - bandeirante, quem foi, biografia resumida

Quem foi, bandeirante do período colonial, “diabo velho”, biografia resumida, realizações, origem do nome

Anhanguera: bandeirante do século XVIII
Anhanguera: bandeirante do século XVIII

 

Quem foi


Bartolomeu Bueno da Silva, também conhecido como “Anhanguera”, foi um bandeirante (sertanista) do século XVIII. O “diabo velho”, como era popularmente chamado, ficou conhecido por ter descoberto ouro na região dos sertões (interior) do estado de Goiás.

 

Biografia resumida e principais realizações:

 

- Nasceu em 1672, na cidade de Santana do Parnaíba (estado de São Paulo).

 

- Em 1684, com apenas 12 anos de idade, passou a entrar pelo sertão de Goiás, junto com o pai (que tinha o nome igual ao seu), em explorações territoriais para capturar índios e obter ouro.

 

- Seu apelido, “Anhanguera” foi dado pelos índios. De acordo com uma lenda indígena, o bandeirante jogou pinga num rio e provocou fogo, ameaçando colocar fogo nos outros rios. Assustados, os indígenas o apelidaram de “Anhanguera” que significa “diabo velho”.

 

- Atuou como um dos líderes da Guerra dos Emboabas (1707 a 1709).

 

- Em 1726, foi nomeado, pelo rei português Dom João V, capitão-mor das minas.

 

- Sua decadência teve início em 1733, quando foi acusado da prática de sonegação de impostos. No ano seguinte, passou por um processo de auditoria em função de suspeitas de que estava praticando contrabando. Essas acusações fizeram com que ele perdesse a confiança da coroa portuguesa.

 

- Anhanguera faleceu, provavelmente, em 1740 na cidade de Vila Boa de Goiás (estado de Goiás).

 

Curiosidade histórica:

 

- Seu pai tinha o mesmo nome e também o mesmo apelido. Seguiu o mesmo caminho do pai, penetrando pelo sertão de Goiás em busca de ouro e índios para capturar e vender como escravos. Por isso, ele é também conhecido como segundo Anhanguera e seu pai primeiro Anhanguera.

 

 

Última revisão: 14/10/2019.
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).


 

Fontes de pesquisa utilizadas na elaboração do artigo:

 

- BUENO, Eduardo. Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores. Rio de Janeiro: Objetiva, 1999.

 

- FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005.

 

Bibliografia indicada sobre o tema:

 

Bandeirantes e Pioneiros - paralelos entre duas culturas

Autor: Moog, Vianna

Editora: Civilização brasileira

Temas do livro: Bandeirantes, História do Brasil Colonial



Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2005 - 2019 História do Brasil.Net Todos os direitos reservados.