Textos, imagens, documentos e resumos da História do Brasil


Questão Christie - o que foi, causas, resumo

O que foi, causas principais, resumo, contexto histórico, bibliografia

Estudo para a Questão Christie, obra de Victor Meirelles (1864)
Estudo para a Questão Christie, obra de Victor Meirelles (1864)

 

O que foi (resumo)

 

A Questão Christie foi um evento conflituoso, na área de relações diplomáticas, entre Brasil e o Reino Unido. Ocorreu durante o Segundo Reinado, no ano de 1863, resultando na quebra das relações diplomáticas entre as duas nações. As relações foram restauradas somente em 1865.

 

Antecedentes, contexto histórico, causas principais de desfecho:

 

- Os britânicos eram contrários ao tráfico de escravos, ainda praticado pelo Brasil naquele momento. Exigiam também a abolição da escravidão no Brasil, pois estavam interessados na substituição do trabalho escravo pelo livre (mais consumidores para seus produtos).

 

- Em 1844, o governo brasileiro não renovou o tratado de comércio com o Reino Unido. Este tratado dava vantagens aos comerciantes britânicos nas terras brasileiras. Esta postura do governo brasileiro gerou descontentamento entre os britânicos naquele momento e nos anos seguintes.

 

- Em 1845, o Reino Unido, através de seu Parlamento, aprovou o Bill Aberdeen.  Esta lei proibiu o tráfico de escravos e dava a marinha britânica o direito de apreender navios negreiros no Oceano Atlântico. Como o Brasil era o país que mais fazia este tipo de atividade, esta lei gerou insatisfação em território brasileiro.

 

- Em 1861, um navio comercial britânico naufragou na costa do Rio Grande do Sul. Grande parte da mercadoria foi saqueada. O embaixador britânico exigiu que o Brasil fizesse a indenização.

 

- Em 1862, marinheiros britânicos foram presos na cidade do Rio de Janeiro por promoverem arruaças. Foram soltos, mas o embaixador William Christie exigiu a demissão dos policiais que efetuaram a prisão, além da imediata indenização pela carga roubada no episódio do naufrágio do navio britânico no ano anterior.

 

- Como o governo brasileiro não atendeu as exigências do embaixador britânico, este ordenou que navios de guerra de seu país aprisionassem navios brasileiros no porto do Rio de Janeiro.

 

- Em 1863, Dom Pedro II ordenou o pagamento da indenização da carga roubada do navio inglês, porém exigiu pedido de desculpas oficiais dos britânicos em relação ao aprisionamento dos navios brasileiros. Diante da negativa britânica, o governo brasileiro rompeu as relações diplomáticas com os britânicos.

 

- As relações diplomáticas entre Brasil e Reino Unido foram reatadas somente em 1865, quando o governo britânico apresentou desculpas oficiais ao governo brasileiro.

 

 

Artigo publicado em: 11/08/11 - Última revisão: 18/08/2019.
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).



Fontes de pesquisa utilizadas na elaboração do artigo:

 

- HOLANDA, Sérgio Buarque de. História Geral da Civilização Brasileira: Declínio e Queda do Império. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1974.

- PILETTI, Nelson; PILETTI, Claudino. História e Vida – Brasil do Primeiro Reinado aos dias de hoje. São Paulo: Ática, 2004.

 

Bibliografia indicada sobre o tema:

 

O século e o império - tempo, História e Religião no Segundo Reinado

Autor: Narita, Felipe Ziotti

Editora: Primas

Ano de publicação: 2014

Temas do livro: História do Brasil Monárquico, Segundo Reinado



Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2005 - 2020 História do Brasil.Net Todos os direitos reservados.